Pesquisar este blog

Carregando...

Dedo x chupeta


A chupeta foi algo que não inclui no enxoval do Levi. Apesar de saber que eu mesma  usei até meus 5 anos, sempre achei horrível aquelas crianças grandonas com chupeta na boca. Quando o filhote nasceu, qual foi o primeiro gasto....a chupeta. A gente paga a língua mesmo...rsrs
De inicio ele não pegou direito, ai juntou a dúvida e resolvi aposentar. Só que ele 'aprendeu" a chupar o dedo, digo aprendeu porque minha cunhada pegava a mãozinha dele e colocava na boquinha, ai ele foi gostando e....para minha tristeza pegou legal!!!! Não vou negar que um bebê chupando o dedinho é muito lindo.
Achava muito lindo e comodo, pois não tinha aquela historia de ficar colocando chupeta na boa de menino o tempo todo, ele mesmo se consolava.
Chegou um momento que fui pensar: como faz pra tirar essa mania de chupar o dedo? Ai lembrei de várias pessoas que chuparam o dedo até depois de grande. E agora? Nesse caso seria bem melhor a chupeta. Bom, a solução foi insistir para ele pegar a chupeta...e deu certo!!! Aprendeu a gostar e simplesmente amava aquela 'pepa'.
Como tirar a chupeta?
Quando o Levi completou um ano e meio já comecei a ensaiar a retirada da chupeta, preocupava-me muito com os dentinhos, tinha medo de estragar.
Primeiro o acostumei a dormir com um paninho de seda, só dormia com a chupeta e pegando no pano. Comecei a tirar durante o dia, dava só na hora dos cochilos e a noite, e como ele sempre gostou muito de brincar, não sentiu muito a falta, aprendeu a usar só na hora do sono.
Quando chegou perto dos dois anos pensei em tirar, mas ainda não sabia como. Tentei falar que o gato tinha pegado, o cachorro, nada disso funcionou. Mas ai ele descobriu o lixo, sempre mandava ele jogar as coisas no lixo e ele amava ir. Como ele começou a rasgar as chupetas...encontrei uma oportunidade para tirar de vez. Um belo dia percebi que as duas chupetas que ele usava estavam todas rasgadas. Comentei com ele que a 'pepa' tava rasgada e o chamei para jogar no lixo... ele foi. Quase morro de rir da cena...ele estendeu a mão e muiiiito relutante jogou a chupeta no lixo...rsrsr. Um belo progresso. A noite foi a prova de fogo, ele pediu e eu o lembrei que ele tinha jogado no lixo...e para nossa surpresa ele dormiu a noite inteirinha sem a chupeta...aleluia. Foi muito mais fácil que eu imaginava. Ele ainda ficou muito tempo meio 'fascinado' por chupetas...não podia ver ninguém com a 'pepa' que os olhos brilhavam. Eu não podia o perder de vista que ele já tava lá roubando as chupetas dos amiguinhos.
Minha conclusão hoje: a chupeta é um acessório indispensável no enxoval do bebê, ajuda a acalmar a criança na saúde e na doença. E para as mães que amamentam uma maneira do pequeno não fazer seu peito de chupeta. 
O que dizem por ai sobre a chupeta e o dedo?

Segundo o site BabyCenter:
Os bebês usam a sucção para se acalmar. O hábito vem desde o útero materno --há até quem consiga ver o filho chupando o dedo durante um ultra-som na gravidez --, e é a forma como muitas crianças lidam com a tensão.
Há muitas vantagem em deixar o bebê chupar o dedo em vez de usar uma chupeta: os dedos estão sempre disponíveis, não caem no chão, não são presos de forma potencialmente perigosa à roupa da criança e estão sempre sob o controle dela.
É um hábito que geralmente vai embora sozinho quando a criança desenvolve outras formas de se confortar, por volta de 4 ou 5 anos, embora muitas delas acabem chupando o dedo à noite ou em situações de mais ansiedade ou estresse por anos a fio.
Se seu filho chora muito e demonstra ser mais "sugador", a chupeta também pode ser uma maneira eficiente de acalmá-lo e de dar um respiro para toda a família. Saiba, contudo, que há uma ligação entre o uso frequente de chupeta e a ocorrência de otites. Acredita-se que a sucção da chupeta eleve a chances de uma infecção migrar da boca para a tuba auditiva (trompa de Eustáquio). Para minimizar os riscos, tente limitar o uso da chupeta, como, por exemplo, só oferecendo-a na hora de dormir.
E é também neste momento que a chupeta é apontada por algumas pesquisas como um fator que ajuda a prevenir a síndrome da morte súbita infantil (SIDS, na sigla em inglês), uma condição ainda inexplicável que leva à morte de bebê menores de 1 ano. Mas não se preocupe se seu filho não gosta de chupeta e não vá forçá-lo a chupar só por causa da possível relação no caso da síndrome.
Se você estiver dando de mamar, é melhor esperar o bebê completar pelo menos 1 mês antes de oferecer a chupeta, já que seu uso cedo demais pode interferir no aleitamento materno.
Alguns especialistas acreditam que a chupeta pode confundir o bebê que mama no peito e dificultar a "pega" correta. Outro problema apontado por quem é contra a chupeta é que o tempo com ela na boca reduziria o tempo que a criança pode passar no peito, comprometendo a produção do leite.
Recomenda-se começar a desacostumar os bebês da chupeta por volta de 1 ano, para evitar problemas com a dentição. Na verdade, chupar o dedo também pode afetar o crescimento e o desenvolvimento dos dentes , mas alguns especialistas acreditam que a chupeta possa, ainda por cima, interferir no desenvolvimento da fala. Não tente acabar com o hábito na marra, porque, até que a criança esteja pronta para isso, as chances de sucesso não são lá muito altas, e vocês dois podem acabar se frustrando.
Se decidir restringir o uso da chupeta, experimente oferecer um "paninho" de tecido macio ou algum brinquedo mais mole para substituir a sensação reconfortante que a criança obtém com ela.

Fonte:http://brasil.babycenter.com/x2400064/chupeta-ou-dedo-o-que-%C3%A9-melhor

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Facebook

Conheça

Conheça
A Idade de Ser Feliz

Participamos

 
Copyright 2011 APÓS OS TRINTA ANOS. Designed by Cute Templates Blogger.
Thanks to: Link 1, Link 2, Link 3.