Pesquisar este blog

Carregando...

A cinta pós parto



Existem opiniões diferentes entre os obstetras sobre o uso da cinta após o parto. Vou então compartilhar minha experiência.
Uma amiga me instruiu a comprar uma boa cinta, mesmo que custasse um pouco mais caro, ela garantiu que valia a pena. A grana tava curta e decidi não comprar e optei por uma mais barata.
Gente do céu...pensa em uma mulher que ficou inchada depois do parto!!!! Parecia que tinha outra criança dentro da minha barriga. Liguei para minha médica desesperada. A primeira coisa que ela perguntou foi se eu estava usando uma cinta e...mandou eu usar. Lembrei da amiga na hora, a cinta que eu havia comprado era a mesma coisa que nada. Lá foi o marido comprar a bendita. Essa ai mesmo (foto): shortinho com colchetes e abertura entre as pernas .
Um alivio, essa foi a sensação que tive ao vestir a cinta, diga-se de passagem, muito difícil de vestir, mas depois que abotoamos todos aqueles colchetes parecia até que tinha feito plastica...rsrsr.
A vendedora disse que precisava usar por 6 meses. Eu usei a cinta por 4 meses, dia e noite, e mandei ajustar 3 vezes. Não vou dizer que foi a cinta que fez meu corpo voltar, mas com certeza ajudou muito. Sem duvida esse é o segredo de melhorar a estima. Após o parto me sentia uma monstra e imaginava que meu corpo nunca mais seria o mesmo. Ainda mais sabendo que depois dos 30 anos nosso metabolismo fica mais lento, o que significa demora para emagrecer. Na verdade o corpo não volta a ser como era antes (pelo menos o meu não voltou) mas em um ano em média melhora muito.
Valeu a pena ter comprado, que aliás, na época custou 150,00 reais. Para mim foi um valor muito bem pago, já que posso aproveitar a cinta para outro pós parto de uma futura gravidez. 
Recentemente indiquei a cinta a uma amiga, ela até comprou mas não conseguiu usar além de que o médico dela não deixou, fiquei com a consciência até pesada, mas fazer o que!!! 
Outra dica...da vovozinha, muito boa para acabar com a barriga, é não comer arroz durante o primeiro mês, eu fiquei sem comer uns 10 dias e vi diferença. 
Conclusão: se a cinta não fosse boa para acabar com a barriga muitas não usariam espartilho para afinar a cintura...sei que não faz bem para a saúde, mas se usado com prudência trás bons resultados.
Ai vai a opinião de uma fisioterapeuta sobre o uso da cinta:

Este é um assunto polêmico, pois existem divergências entre os profissionais da área. Eu sendo uma, trago este post para vocês com a minha opinião.
O corpo humano é maravilhoso, e tem a mais incrível capacidade de todas: A ADAPTAÇÃO.
Na gestação, não há tempo de “parar para pensar”, ela vem com tudo e obriga o corpo à adaptar-se. São nove meses, 40 a 42 semanas com um bebê crescendo dentro do útero, que é originalmente do tamanho de uma pera.
Chega a hora do parto, e aquele espaço todo dentro do abdômen não é mais necessário.
Agora vamos analisar juntos, havia um estímulo interno para que a musculatura abdominal distendesse, alem é claro da camada de gordura e os aspectos hormonais. A cinta faz a função a que se propõe: estímulo de fora para dentro, para onde a musculatura deve voltar.


Outra questão a ser pensada é, quantas mulheres têm suas silhuetas deformadas pelo uso de calças jeans?
Este é um exemplo clássico de que o corpo se adapta.
É importante cuidar dos pontos no caso da cesariana, para que não comprima excessivamente e fique desconfortável.
Alguns profissionais afirmam que a contração voluntária da musculatura é mais eficiente que o uso da cinta. Eu concordo plenamente, mas na prática, quem consegue contrair a musculatura do abdômen voluntariamente por 8 horas?
Incentivo o uso da cinta no pós-parto para as mulheres que atendo na Corelle, e é visível a diferença das que fazem seu uso.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Facebook

Conheça

Conheça
A Idade de Ser Feliz

Participamos

 
Copyright 2011 APÓS OS TRINTA ANOS. Designed by Cute Templates Blogger.
Thanks to: Link 1, Link 2, Link 3.