Pesquisar este blog

Carregando...

Dispositivo Intra Uterino-DIU

Uma amiga colocou o DIU e eu fiquei curiosa pra saber mais sobre, pois já não aguentava mais tomar anticoncepcional. Usava o Belara e achava que havia muitas desvantagens, entre elas: engordei, a pele manchou, e o incomodo de todo ter que tomar remédio. Resolvi então conversar com minha medica e tirar as dúvidas. Depois de tudo esclarecido esperamos mais uns 3 meses e resolvemos colocar. Nessa época ainda não tinha menstruado, mas como estava tomando a mini pilula não havia o risco de esta gravida. No dia fiquei com um pouco de medo, mas foi tão rápido que quando comecei a sentir dor ela já tinha terminado. Foi muito tranquilo, tive um pouquinho só de sangramento. Fui alertada que poderia sentir cólicas, mas nem isso senti. Os dois únicos desconfortos do DIU é que a menstruação (lá pelo segundo dia) desce muito, mas nada que um absolvente noturno não resolva, e o outro é que sempre tenho um leve sangramento(de escape) no decorrer do mês,mas segundo os médicos que já perguntei, é normal. Fora isso não sinto nada. Faço acompanhamento de 6 em 6 meses para saber se esta tudo certinho e até agora nunca saiu do lugar. Já são 2 anos com o DIU...pra mim deu certo. Mas não é todo mundo que se dá bem com o DIU, já ouvi muitas pessoas que não gostaram.

Um breve resumo sobre o DIU:
Muitas mulheres utilizam os métodos contraceptivos que são recursos usados tanto por homens quanto por mulheres para evitar uma gravidez indesejada. Hoje existe uma variedade de métodos contraceptivos para todos os gostos, e cada um funciona de uma maneira sendo uns mais seguros que outros. Dentre os métodos contraceptivos estão às camisinhas, pílulas, adesivos, injetável, anel vaginal e o DIU.
Muitas mulheres utilizam o DIU, mas muitas nem sabem o que é. Para tirar suas dúvidas fizemos este artigo com tudo o que você queria saber sobre o DIU.

O que é o DIU e sua função 
O DIU é um pequeno dispositivo Intra-Uterino feito de polietileno recoberto com cobre que é colocado no útero para impedir uma gravidez. O DIU atua impedindo a fecundação e torna a passagem dos espermatozoides mais difíceis pelo trato reprodutivo feminino. O DIU só pode ser colocado por um médico e pode ficar dentro do útero por até 5 anos.
Por isso ele é só recomendado para mulheres que já tenham filhos e não querem mais.

Efeitos colaterais do DIU 
Como nenhum tipo de medicamento é perfeito o DIU também tem seus efeitos colaterais. Os problemas mais frequentes que as mulheres relatam é o aumento das dores menstruais, dores nas costas, dismenorreia que são os sangramentos irregulares nos primeiros meses, aumento dos riscos de infecções, fluxo menstrual em maior quantidade e cólicas com maior intensidade durante a menstruação.

Contra indicações do DIU 
O DIU não pode ser usado por mulheres que tenham menstruação muito abundante ou cólicas fortes, algum tipo de anomalia intra-uterina como miomas ou câncer ginecológico, infecções nas trompas, sangramentos vaginais ou alergia ao cobre e mulheres grávidas. Não é aconselhado para as mulheres que nunca engravidaram.

Tipos e modelos 

DIU com cobre
É feito de plástico, com filamento de cobre enrolado em sua haste vertical. O modelo TCu-380 A tem anéis de cobre em suas hastes horizontais. E são revestidos com 314mm2 de cobre na haste vertical e dois anéis de 33mm2 de cobre em cada haste horizontal; os fios são brancos. Tem a duração recomendada de 10 anos.

DIU que libera hormônio 
É fabricado de plástico e a haste vertical é envolvida por uma cápsula que libera continuamente pequenas quantidades de levonorgestrel. O Sistema Intra-uterino LNG-20 (Mirena) é desse tipo.

DIU inerte ou não medicado
É feito de plástico ou aço inoxidável. A “alça de Lippes”, por exemplo, é toda de plástico. Esse modelo de DIU não se usa na atualidade; entretanto, mulheres que já são usuárias podem continuar usando até 6 meses após a menopausa, quando deverá ser removido.

Há chances de engravidar com o DIU
Nenhum método contraceptivo é 100% seguro e mulheres podem sim engravidar usando-os. Se caso uma mulher engravidar usando o DIU ela pode correr o risco de ter uma gravidez ectópica, ou seja, o óvulo não irá se fixar no útero e sim nas trompas de falópio. Se a gravidez não for detectada as chances de desenvolvimento de infecções pélvicas, perda do bebê ou trabalho de parto precoce são muito maiores, além de colocar a vida do bebê e da mãe em risco.
O importante é conversar com seu médico e tirar todas as sua dúvidas antes de colocar o DIU, e lembre-se o DIU só pode ser colocado por um médico.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Facebook

Conheça

Conheça
A Idade de Ser Feliz

Participamos

 
Copyright 2011 APÓS OS TRINTA ANOS. Designed by Cute Templates Blogger.
Thanks to: Link 1, Link 2, Link 3.