Pesquisar este blog

Carregando...

Sinais de trabalho de parto



Como falei anteriormente minha gravidez foi muito tranquila. No final, já com 39 semanas esperava acontecer alguma coisa, ou melhor, sentir algo, mas nada. Sentia mesmo era muita ansiedade, medo do parto, não sabia quem ia me ajudar no pós-parto. Meu Deus eram tantas as interrogações na minha cabeça. Uma unica certeza eu tinha: ia ter parto NORMAL.
Bom no dia 22/12/2010 tive a ultima consulta com minha medica. Ela fez o famoso toque e eu já estava com 2 cm de dilatação. Fui pra casa e as 04:00 da manha finalmente senti alguma coisa: tive um pequeno sangramento- o tampão mucoso. Cedo liguei pra medica e o que ela me disse!!!! Esperar. Passei o dia tranquila esperando as benditas contrações, elas iam e vinham em intervalos longos. Mas por volta das 17:00 elas começaram a aumentar.Ai começamos a contar os intervalos, quando chegou a 3 contrações em 10 minutos partimos para a maternidade. Resumo de tudo tentei parto normal, fiz de tudo, muitas contrações, muita força, mas o bebê não encaixou. Tivemos que optar por uma CESARIANA.
Conclusão, hoje se fosse escolher teria feito uma cesariana sem pensar duas vezes. Meu parto foi tranquilo, meu bebê pesou 4 kg e 51 cm, acho que ia ser bem difícil ter um parto normal!!! Quando me perguntam que parto eu tive e sempre respondo que tive os dois.

Sinais do trabalho de parto
Quando se aproxima o parto, a gestante sente um misto de ansiedade, medo e felicidade e uma das dúvidas mais comuns dessa hora é saber se realmente o trabalho de parto começou.
O início do trabalho de parto é diferente para cada mulher. Algumas mulheres sabem logo quando começa o processo de nascimento do bebê. Outras não sabem que estão no estágio inicial e confundem os sinais com gases, azia, dor muscular ou indigestão.
Existem três sinais distintos que indicam que o trabalho de parto começou:

1. CONTRAÇÕES REGULARES - As contrações, ou o “endurecimento da barriga”, são sentidas na parte inferior da barriga ou nas costas. Elas ocorrem porque o útero está contraindo e relaxando, ajudando a abrir o colo e empurrar o bebê para o canal de parto. Durante o estágio inicial do trabalho de parto, as contrações são sentidas como cólicas de menstruação.
Quando o processo de nascimento começou verdadeiramente, as contrações se tornam regulares. Nos estágios iniciais elas ocorrem em intervalos de 15 a 20 minutos, e duram entre 30 a 45 segundos. Conforme o trabalho de parto avança, estas contrações ficam mais freqüentes e duram em torno de 60 segundos. As contrações se mantêm constantes, mesmo que ela deite ou ande. Se a casa da gestante for próxima do hospital, ela pode esperar até que as contrações sejam de 10 em 10 minutos. Caso more longe do hospital, é preciso planejar com antecedência sua ida. Se perceber contrações regulares e dolorosas antes de 37 semanas de gestação deve procurar o hospital imediatamente, pois pode estar em trabalho de parto prematuro.

2. ELIMINAÇÃO DO TAMPÃO MUCOSO -
Durante as últimas semanas de gravidez o colo do útero começa a ficar fino e dilatar em preparação para o parto, isso ocasiona a perda de um tampão mucoso. Quando isso ocorre, a gestante nota a saída de uma substância mucosa pela vagina com alguns fiozinhos de sangue. Este não é um sinal de trabalho de parto propriamente dito, mas sim de que ele está se aproximando. Na verdade, o trabalho de parto, às vezes só começa vários dias depois deste sinal. Qualquer quantidade de sangue maior que os fiozinhos acima descritos deve ser relatada ao médico do pré-natal.

3. PERDA DE ÁGUA PELA VAGINA - 
Uma perda de água pela vagina indica a ruptura das membranas, ou "bolsa das águas" que mantém o líquido
amniótico durante a gravidez. Quando isto ocorre não se sente dor, apenas a sensação de uma água morna escorrendo pelas pernas. A mulher sente a perda de aproximadamente meio litro de água, mas a quantidade vai depender de onde a bolsa rompeu. Em casos de rupturas altas, a perda de líquido pode ser pequena, suficiente apenas para umedecer a calcinha, sem escorrer. A bolsa de água pode romper no começo ou só no final do trabalho de parto. É importante que o médico saiba quando a gestante suspeitar da perda de líquido, especialmente se a ruptura ocorrer antes do início do trabalho de parto, para que ele possa tomar as providências necessárias.

DICAS:
CONTANDO AS CONTRAÇÕES - Contar corretamente as contrações ajuda a determinar em qual etapa do trabalho de parto a gestante se encontra. Pode-se medir a freqüência das contrações, controlando o tempo entre o início de uma contração até o início de outra. O companheiro poderá ajudar, contando o intervalo entre as contrações, assim como a duração de cada contração.
DURAÇÃO DO TRABALHO DE PARTO - O tempo gasto no trabalho de parto varia de mulher para mulher. Aqui estão duas dicas importantes para a duração do trabalho de parto:
• Para a mulher que está tendo o primeiro bebê, o trabalho de parto dura mais tempo, em geral, de 6 a 8 horas.
• Para a mulher que já teve um filho antes, o processo dura menos que nas gestações anteriores e varia de 4 a 6 horas.
É importante também ficar atenta a estes dois aspectos:
Se a gestante tem uma tendência a ter partos rápidos, deve procurar o hospital logo no início das contrações uterinas regulares.
Se já passou de data provável do parto e ainda não sentiu as contrações, é preciso entrar em contato com o médico do pré-natal

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Facebook

Conheça

Conheça
A Idade de Ser Feliz

Participamos

 
Copyright 2011 APÓS OS TRINTA ANOS. Designed by Cute Templates Blogger.
Thanks to: Link 1, Link 2, Link 3.